domingo, 25 de março de 2012

4 anos!

Hoje marca um ponto de viragem. O Miguel nasceu em maio de 2003 e esteve 10 meses a tentar evitar a diálise. Ali entre janeiro e março de 2004 iniciou a diálise. Para mim, costumo marcar o mês de março, embora na realidade o cateter tenha sido introduzido em janeiro, mas como houve interrupções e avanços e recuos, a data não é bem definida.

Por coincidência, o transplante acabou por acontecer também em março, de 2008, ou seja exatamente 4 anos após o início da diálise. E hoje atingimos os 4 anos de transplante, ou seja, começamos a ter mais anos de transplante do que de diálise. O nosso primeiro fim de semana em casa em diálise foi também no fim de semana de mudança da hora (grande confusão!!!!) e agora aqui estamos nós também.

Se os primeiros 4 anos pareceram séculos, os últimos 4 anos parece que passaram a correr. Não sei dizer porquê. A nossa vida em diálise também não era má, conseguimos fazer muitas coisas e esforçámo-nos por proporcionar uma vida normal ao Miguel, mas o facto de termos as horas muito contadas, os minutos até, uma série de rotinas e procedimentos que não nos deixavam fugir da linha, acabavam por condicionar-nos sem termos noção disso.

Agora nada tem limites para o Miguel. Recebeu um rim excelente, que lhe permite ser igual aos colegas e almejar os voos mais altos. E eu sou uma privilegiada por poder ajudá-lo e observá-lo nessa caminhada.

Parabéns Miguel! E parabéns ao meu rim preferido do mundo inteiro!!! (sem desprimor para os outros todos que "conheço" e que tenho vindo a conhecer por essa Internet fora, e que são de grande categoria! também!)

Sem comentários: